Terça-feira, 15 de Fevereiro de 2005

A Saúde em Portugal

         Em Portugal, a esperança de vida à nascença aumentou praticamente para o dobro durante o século XX, quer no caso das mulheres (40,0 anos em 1920; 77, 3 anos em 1990) quer no caso dos homens (35,8 anos em 1920 e 70,2 em 1999).
Apesar desta tendência se ter continuado a desenvolver favoravelmente nos últimos 20 anos (ver Quadro 2), a esperança de vida da população portuguesa ainda permanece abaixo da média da UE.
          De acordo com os dados de 1999, a esperança de vida à nascença era de 78,37 anos na UE e de 75,52 anos em Portugal. A esperança de vida para as mulheres é, em Portugal, superior a outros países da UE.
         Em 1999, a esperança de vida à nascença para as mulheres era de 79,08 anos em Portugal e de 81,43 anos na Europa. Pelo contrário, os homens portugueses continuam a ter a esperança de vida mais baixa quando comparada com outros países da UE. Em 1999, a esperança de vida à nascença para os homens portugueses era de 71,93 anos e de 75,19 anos na Europa (WHO, Health For All Database, 2003)

        Portugal tem uma das taxas de doença isquémica cardíaca mais baixa da União Europeia. Em 1999, este grupo de doenças representava 1/5 de todas as mortes por doenças do aparelho circulatório e existiam diferenças substanciais entre as Regiões. Em 1999, a taxa de mortalidade padronizada mais elevada foi observada nos Açores, com 166,3/1000, e a mais baixa em Leiria, com 41,2/1000 (Direcção-Geral de Saúde, Risco de Morrer, 1999).

       Apesar deste indicador favorável, as doenças do aparelho circulatório são a principal causa de morte em Portugal e quando comparadas com as de outros países da Europa, encontram-se em posição desfavorável. Em 1999, a taxa de mortalidade padronizada provocada por doenças do sistema circulatório era de 329,03/100000 em Portugal, enquanto que a média europeia era de 257,83/100000 (WHO, Health For All, 1999).

        As doenças cerebrovasculares correspondem a quase metade das mortes associadas a doenças do sistema circulatório e apesar do significativo decréscimo de 44% entre 1986 e 1999 (a taxa de mortalidade padronizada para ambos os sexos é de 204,4/100000 em 1986; 154,0/100000 em 1999), Portugal ainda tem a taxa de mortalidade mais elevada de toda a Europa. Em 1999, os dois países com a a taxa de mortalidade padronizada mais elevada devido a esta causa de morte eram Portugal (186,5/100000) e a Grécia (113,0/100000) (WHO, Health For All, 1999).

         As doenças oncológicas constituem a segunda causa de morte, sendo os cancros gastro-intestinais o tipo de cancro mais frequente, em homens e mulheres. Os cancros do estômago e do intestino grosso são os de maior prevalência mas enquanto que em relação ao primeiro caso verificou-se uma descida da mortalidade na taxa de mortalidade, no segundo, houve um aumento de 1,3 entre 1986 e 1999 (Direcção-Geral de Saúde, Risco de Morrer, 1999).

        A mortalidade causada por cancro do aparelho respiratório constitui a segunda causa de mortalidade por cancro mais frequente, nos homens, e a terceira em relação às mulheres. Cerca de ¼ da mortalidade prematura (anos potenciais de vida perdida) nos homens é originada por causas externas, nomeadamente devido a acidentes automóveis (WHO, 1994).

         A taxa de mortalidade associada a acidentes automóveis era de 20/100000 no ano de 2000, o que constitui a mais elevada da Europa (European Commossion. Eurostat, Key Figures on Health – Pocketbook. Luxembourgh: Office for Official Publications of the European Communities. 2002).

         O excesso de velocidade, as manobras perigosas e o elevado grau de álcool são consideradas as principais causas deste problema e têm sido objecto de legislação específica e de um reforço de medidas legislativas. As outras causas importantes para a mortalidade prematura nos homens portugueses são o cancro, em especial o dos pulmões e o do estômago (17,2%), as doenças do aparelho circulatório (14,2%) e as doenças cerebrovasculares (5,2%) (OMS, 1994).

        No caso das mulheres, a maior proporção de anos potenciais de vida perdidos é causada pelas doenças oncológicas (25,9%), seguida pelas causas externas (14,7%), as doenças do aparelho circulatório (12,9%) e as doenças cerebrovasculares (5,8%). A situação dos principais determinantes em saúde é reflexo do estilo de vida ocidentalizado adoptado pela população, em geral, desde a revolução de 1974.

        As diferenças de idade e do tipo de sexo em relação à adopção de estilos de vida resultam, desde logo, na elevada mortalidade provocada por causas externas e pelo consumo de tabaco entre os homens, por exemplo, mas provavelmente, irão ter um impacto futuro sobre a morbilidade e mortalidade (o número de mulheres fumadoras tem vindo a aumentar desde a década de 80) (Portugal, Health Interview Survey 1987, 1996, 1999).

         A população portuguesa caracteriza-se por ter um elevado índice de consumo de álcool, um baixo índice de prática exercício físico e por mudar rapidamente de hábitos alimentares (apesar do consumo de vegetais e fruta ser o mais alto da Europa e o consumo de gorduras ser o mais baixo) (WHO, The European Health Report, 2003).

         O consumo per capita de álcool puro foi de 15,6 litros em 1999, um valor acima da média europeia – 11,7 litros. Metade deste valor equivale ao consumo de vinho (WHO, Health For All Database, 2002).

        Apesar de Portugal ainda ter uma das prevalências de consumo de tabaco mais baixas da União Europeia (a percentagem diária de fumadores com idade igual ou superior a 15 anos, em 1999, em Portugal era de 20,5%, sendo a média europeia de 30,8%), a prevalência diária de fumadores do sexo feminino parece estar a aumentar, de acordo com os dados da Health Interview Survey (WHO, HFA Database 2002; Ministério da Saúde, Inquérito Nacional de Saúde, 1999).

publicado por Doutor às 07:44
link do post | comentar | favorito

Informações especiais

produtos(13)

Lojas - Região centro(7)

lojas norte - porto(7)

Aloé Vera(5)

portaloe(5)

certificados(3)

lojas norte - aveiro(3)

feiras(2)

Máquinas(2)

leituras(1)

lojas norte - braga(1)

Promoções(1)

todas as tags

pesquisar

 

Julho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
31

Novidades

Fim de blog

Nozes de saponária

Artigos interessantes

Novos produtos Portaloe

Chufa - Milagre dietético

Yogurtes caseiros de soja...

Leite de Soja ( e outros)...

Feiras e exposições "Verã...

Atenção, Feira no Alente...

Centro Dietético " Sement...

Informações especiais

produtos(13)

Lojas - Região centro(7)

lojas norte - porto(7)

Aloé Vera(5)

portaloe(5)

certificados(3)

lojas norte - aveiro(3)

feiras(2)

Máquinas(2)

leituras(1)

lojas norte - braga(1)

Promoções(1)

todas as tags

Para sua informação

Amigos

blogs SAPO

subscrever feeds