Quarta-feira, 24 de Novembro de 2004

Comentário de uma visitante

Olá,

 

O V/ blog convida a partilhar as experiências com Aloé. Então decidi escrever, pois pode ajudar nas pesquisas de quem tenha a minha doença.

 

Tenho dermatite atópica (não há a certeza se é atópica, pode ser liquenificada - causada por arranhadura, pois só me apareceu em idade adulta e não tenho historias de alergias, próprias ou na familia. Mas é extensa e é dermatite - e bastante incomodativa).

 

Um dos médicos que me viu, receitou-me um anti-histaminico e um produto para a pele, hidraloe. Nem uma coisa nem a outra deram qualquer resultado. Entretanto, tenho tomado vários anti-histaminicos e uso creme hidratante normal, de farmácia, na pele. Nas dermatites, é muito importante a pele estar hidratada.

 

Este ano, em Tenerife, porta sim, porta sim, vendia-se tudo e mais alguma coisa com aloé vera. Como já tinha usado um creme de aloé, fiquei curiosa sobre os produtos. Porém, não tinha grande vontade de experimentar, pois o tal que tinha usado não deu qualquer resultado.

 

Ainda assim, numa loja, a empregada veio ter comigo quando eu estava a mexer nos produtos, e olhando para o meu braço disse-me que para a minha pele teria de ser um muito concentrado. E aconselhou-me um produto que tinha 99,8% de aloé. Foi ao fim da tarde, tinha já tomado banho, então experimentei o tester num braço - no dia seguinte, esse braço estava francamente melhor que o outro. Comprei duas embalagens, e a minha pele ficou, ao fim de usar uma semana, quase boa. Ficou mesmo francamente melhor. Esta é a parte boa.

 

Agora, a parte má: o aloé cura a pele, mas após a utilização dá uma comichão danada - pelo menos no meu caso. Ora numa dermatite o essencial é não coçar. Durante o período de férias, foi fácil, e a pele ficou impecável. Depois, o stress não me deixa controlar a coceira.

 

Porém, para quem consiga não ter comichão com algum anti-histaminico (em mim não dão resultado, mas concerteza com algumas pessoas resulta), com aloé consegue rapidamente curar a pele: as feridas cicatrizam, os caroços diminuem de volume, e as escamas passam logo após 2 dias.

 

Conforme disse, experimentei um produto de aloé (tinha +-60%) que não deu nada, e depois experimentei o tal que comprei em Tenerife, que deu um resultadão. Penso que deve ser a concentração de aloé que faz diferir os resultados.

 

A minha cunhada tem dermatite localizada, e também lhe passou com o meu aloé; a minha avó tem secura de pele com prurido (não sei se é ou não dermatite) e o meu aloé aumentou-lhe a coceira - mesmo assim a pele ficou melhor, pois ela já não tem muita força para coçar.

 

Peço desculpa pela extensão do texto. Vou procurar saber algo mais sobre os V/ produtos - talvez me ajudem. Tenho pena só hoje ter visto este blog, pois precisamente o fim de semana que passou teria sido o ideal para experimentar!

http://naturaloe.blogs.sapo.pt/arquivo/377181.html
publicado por Doutor às 19:20
link do post | comentar | favorito

Informações especiais

produtos(13)

Lojas - Região centro(7)

lojas norte - porto(7)

Aloé Vera(5)

portaloe(5)

certificados(3)

lojas norte - aveiro(3)

feiras(2)

Máquinas(2)

leituras(1)

lojas norte - braga(1)

Promoções(1)

todas as tags

pesquisar

 

Julho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
31

Novidades

Fim de blog

Nozes de saponária

Artigos interessantes

Novos produtos Portaloe

Chufa - Milagre dietético

Yogurtes caseiros de soja...

Leite de Soja ( e outros)...

Feiras e exposições "Verã...

Atenção, Feira no Alente...

Centro Dietético " Sement...

Informações especiais

produtos(13)

Lojas - Região centro(7)

lojas norte - porto(7)

Aloé Vera(5)

portaloe(5)

certificados(3)

lojas norte - aveiro(3)

feiras(2)

Máquinas(2)

leituras(1)

lojas norte - braga(1)

Promoções(1)

todas as tags

Para sua informação

Amigos

blogs SAPO

subscrever feeds